Cuidado com a Dirofilariose
22/02/2016
Os Cães e a Terceira Idade
07/03/2016

Veterinário é Proibido de Atender Gratuitamente

A determinação partiu do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP) e foi anunciada ao médico, por uma fiscal, no dia 30 de janeiro

O médico veterinário Ricardo Fehr Camargo, optou por realizar uma boa ação aos pets carentes. Durante dois sábados, ele realizou atendimento gratuito para 50 animais cujos tutores encontravam-se sem condições financeiras de arcar com o custo de uma consulta. Os atendimentos foram realizados em seu consultório, na cidade de São Carlos, interior de São Paulo.

No terceiro sábado de atendimento, visando o bem comum e acreditando realizar uma atividade de utilidade pública, Camargo recebeu a visita de uma fiscal do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP). Embora pensasse que esta o elogiaria pela atitude, foi informado que deveria suspender as consultas gratuitas por estar desrespeitando o Código de Ética de sua profissão.

Achei que ela tinha vindo me dar parabéns pelo projeto, mas ela só veio me informar que o CRMV não considerou meu serviço como utilidade pública.

No ato da suspensão, 40 cães aguardavam na fila de atendimento. O advogado de Camargo pagou todas as consultas para que ninguém saísse do local sem ser atendido. Segundo o veterinário, 95% dos cães atendidos eram de áreas carentes da cidade e nunca haviam passado por uma consulta.

Com base no Código de Ética, o CRMV alega que aos médicos veterinários “não é permitida a prestação de serviços gratuitos ou por preços abaixo dos usualmente praticados, exceto em caso de pesquisa, ensino ou de utilidade pública”. Camargo acreditava prestar um serviço de utilidade pública. E era!

Para o CRMV, “ações de utilidade pública são aquelas realizadas por entidades sem fins lucrativos como, ONGs, instituições públicas ou entidades e empresas a elas conveniadas, tendo total apoio deste órgão de classe quando a sua finalidade estiver vinculada ao atendimento de animais carentes”. O médico responderá a um processo que poderá lhe acarretar diversas punições, sem descarte da hipótese de perda de seu Registro no órgão, ficando assim, caso aconteça, impedido legalmente de exercer a profissão.

Sob alegação de irregularidades na documentação de sua clínica, Camargo respondeu que trata-se apenas de burocracia e de uma papelada que seria preenchida e entregue ao órgão competente para que tudo estivesse resolvido dentro de 30 dias.

Após a repercussão nas redes sociais, o veterinário já estuda a possibilidade de filiar-se a uma Ong ou criar uma para que possa continuar realizando o trabalho que foi feito durante os sábados anteriores a interdição. E finalizou argumentado:

“Eu amo minha profissão, amo meus animais e amo ajudar as pessoas sempre que posso. Me sinto na obrigação de ajudar o próximo, de passar o meu conhecimento e fazer o bem para quem eu posso fazer. A minha intenção foi pura.”


A Dottor Dog™ posiciona-se a favor da atitude de Ricardo Fehr Camargo no que se refere ao atendimento gratuito para animais de áreas carentes. Sua postura comprova que, mais do que profissional, Ricardo foi capaz de mostrar o seu lado mais humano.

Com relação as irregularidades citadas pelas reportagens da Folha de SP, G1 e Uol, esperamos que consiga sana-las o quanto antes, vez que sabemos da importância de estar em dia com todos os órgãos necessários ao exercício da medicina veterinária.

Ricardo, profissionais com atitudes como a sua, são capazes de fazer com que nossa equipe continue acreditando na relação pura entre o homem e o seu melhor amigo pet. Parabéns e continue trilhando esse caminho!

4 Comentários

  1. Altamar Cezar disse:

    O terceiro setor, principalmente as atividades sociais, sofrem do mesmo problema: a burocracia e a ganância a desserviço da vida. Só mesmo a ganância e o cartel seriam capazes de boicotar uma atitude nobre. Essa é uma daquelas situações onde o dinheiro fala mais alto que a solidariedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir WhatsApp
Posso lhe ajudar?
Olá, seja bem vindo(a) ao nosso site, fale conosco rapidamente através do WhatsApp clicando no botão abaixo: