Como Escolher o Alimento do seu Cão? | Dottor Dog
10 Dicas para Proteger seu Pet do Inverno Rigoroso!
05/07/2016
Por que os Cães Vivem Menos do que as Pessoas?
06/07/2016

Como Escolher o Alimento do seu Cão?

 

Você já deve ter ouvido falar nessa frase: “Você é o que come!”

Pois é, essa afirmativa não é valida apenas para os seres humanos, mas também para os nossos “amigos de pelo”.

Há hoje uma imensa variedade de alimentos para cães:

– Rações secas
– Rações semi úmidas
– Alimento seco
– Biscoistos
– Petiscos a base de couro bovino
– Petiscos a base de couro vegetal

E uma infinidade de outros produtos que surgem a todos os momentos.
Ficamos até confusos com tantas opções, mas o que realmente eles precisam?
O que é o melhor para eles?

Detro de uma infinidade de opções, lembre-se que a ração seca é mais prática e mais equilibrada, sendo assim ela deve ser a maior parte do que é fornecido ao cão, pois ao quebrar o grão da ração, o animal também limpa os dentinhos. Isto não quer dizer que ele não deva receber outros alimentos, mas procure seu veterinário porque os petiscos úmidos em excesso podem causar problemas dentários, obesidade e algumas raças possuem restrições quanto a isso.

Os cães são carnívoros por constituição, mas onivoros por convenção, o que isso quer dizer: que necessitam de grandes quantidades de proteína, mas toleram e estão adaptados a digerirem carboidratos. Sendo assim as rações secas comerciais tem como constituintes básicos:

– Proteína animal: Fontes farinha de ossos, farinha de visceras e carne
– Carboidratos: Soja, milho, trigo, arroz, beterraba
– Gosduras:De origem animal (junto com a carne), óleos de peixes, gordura suína e origem vegetal: óleo de soja, de milho e girassol.

O tipo de alimento mais utilizado é a ração seca, em palets.
Dentro deste grupo podemos encontrar uma infinidade de marcas, tipos e sabores, mas você sabe diferenciar realmente um produto Premium de um Super Premium?
O que realmente torna o alimento melhor do que o outro?
Qual é o alimento ideal para o meu cão?
Temos primeiro que frizar que o seu cão, a beleza da sua pelagem e sua expectativa de vida são diretamente proporcionais à qualidade do alimento que você fornece para eu bichinho de estimação. Sendo assim devemos fornecer alimentos de alta qualidade para que nosso amigos passem o máximo possível de tempo ao nosso lado.

Mas o que o torna um alimento Premium ou Super Premium?
Basicamente seria a fonte protéica, aditivos e a existência ou não de corantes e/ou palatabilizantes artificiais.

– Rações Premium:A maior parte da proteína utilizada provem de carne sendo em geral, na suamaior parte, vinda do frango, podendo conter farinha de ossos também. São alimentos com bons índices de proteína; 23%. Possuem fontes de amido variadas (milho e polpa de beterraba branca) e aditivos que melhoram o odor e volume de fezes: óleo de peixes que melhoram a pelagem fornecendo o Omega 3.

– Rações Super Premium:A maioria das rações desta categoria trabalham apenas com farinha de carne e farinha de vísceras em sua composição, além disso utilizam fontes variadas de proteína como carne bovina, suína, carne de cordeiro e farinha de peixe, totalizando no mínimo 26% de proteína. sua fonte de carboidratos é rica e variada, dando maior importância a carboidratos de fácil digestão e absorção como arroz e polpa de beterraba.
Essa categoria de alimento também é complementada por aditivos de função intra e extramolecular como, condroitina e glicosamina para articulação, extrato de yucca para melhoria do odor das fezes e hexametafosfato para auxiliar a manutenção da saúde bucal.

– Rações Premium: Possuem uma grande concentração de calorias o que proporciona uma maior saciedade com quantidades inferiores a Ração Premium. Lembre-se de sempre adequar o alimento a idade e ao porte do animal e sempre consulte o veterinário.

…E BOM APETITE PARA SEU CÃO!

Fonte: https://www.facebook.com/346226362163261/photos/pcb.983210378464853/983210008464890/?type=3&theater

 

 

1 Comentário

  1. Goste da matéria, muito informativa, mas eu gostaria de saber se cães podem comer a comida dos humanos tranquilamente… não se sentem mal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *