12 perguntas mais comuns sobre Cadela no Cio
03/08/2016
Leite para Cachorro – Substituto de Leite Materno
03/08/2016

9 erros mais comuns na hora de cuidar do seu cão

Deixar o cão puxar a coleira, estimular o medo do veterinário ou restringir estímulos são atitudes que deixam os cães inseguros e ansiosos.

Cachorros são, para muitos, como verdadeiros filhos. Algumas vezes, estão mais para filhos rebeldes, que fazem tudo o que querem e não recebem a educação que deveriam. Como as crianças, os cães precisam de limites, devem entender a diferença entre o certo o errado e necessitam de um líder calmo para ditar as regras da casa. Um cão sem a devida liderança fica estressado, pois se sente na obrigação de mandar na casa e na família, uma responsabilidade e tanto para uma criatura de quatro patas.

9 erros Foto 1
1. Deixar o cachorro arrastá-lo durante o passeio

A maioria dos cães puxa o dono na coleira na hora do passeio. Isso não é bom para nenhum dos dois, acredite. O cão fica ansioso e nervoso, enquanto dono fica desconfortável e sujeito a acidentes.

Solução: ensine o cachorro a andar com a coleira frouxa, sem puxões ou ansiedade. Por exemplo, se o cão quiser ir até um poste ou árvore, pare até a guia ficar frouxa e ande calmamente até lá. Se ele puxar de novo, pare novamente e repita esse processo até ele compreender que, se estiver ao seu lado com a guia frouxa, chegará onde quer.

2. Deixar para educar após os 6 meses

Um cachorro começa o processo de aprendizado assim que nasce, com sua mãe e seus irmãos. Dos 2 aos 4 meses, na fase do imprinting, ele está mais apto a absorver novos conhecimentos e disciplina, como não subir no sofá ou não roer os móveis.

A melhor hora para começar a ensinar seu cão é logo que ele chegar na sua casa. Deixe as regras claras o que ele pode e não pode fazer.

3. Esfregar o nariz no xixi e no cocô feitos no lugar errado

Muita gente usa esta técnica para corrigir o problema das necessidades fora de lugar, mas ela não é a mais adequada quando o intuito é educar um animal.

Brigar por causa do xixi e do cocô fora do lugar faz o cão ficar com medo de você e achar que fazer suas necessidades é errado. Portanto, ele continuará fazendo xixi e cocô nos lugares errados, mas agora escondido. E mais: passará a segurar a vontade para o momento em que você sair de casa, o que pode pode gerar vários problemas de saúde como a infecção urinária, por exemplo.
Seu cão vai fazer necessidades no lugar errado só para chamar a sua atenção.
Ele não entende por qual motivo você está esfregando o focinho dele no xixi e no cocô.
Caso tenham se passado mais de 16 minutos, o cão não lembrará o que fez e entenderá menos ainda.
Disciplinar seu cão pode parecer complicado, mas não é. Quando ele fizer xixi ou cocô no lugar certo, dê um petisco a ele. Quando ele errar, ignore, espere ele desviar a atenção e limpe sem que ele veja. Desta forma, você começa a educá-lo e recompensá-lo pelos bons atos.

Confira como ensinar seu cão a fazer suas necessidades no lugar certo

4. Dar sua comida na hora do seu jantar

Eles ficam doidos quando sentem cheiro de comida, é inevitável. Na hora do almoço ou do jantar, quando a família está sentada à mesa, é mais do que normal ver o cachorro pulando, latindo, correndo e olhando com aquela cara de pidão. Basta dar um pedacinho e pronto! Ele aprendeu!

Solução: quando filhote, o cão não sabe o que é certo ou errado. Se enquanto você come ele ficar quietinho com os brinquedos dele, recompense-o. Levante-se e faça carinho ou dê um petisco pra ele. Ele passará a associar que, quando ele ficar quieto, ganhará algo. Se ele pedir comida enquanto você come, ignore-o. Não fale, não olhe, não toque. Deixe-o pedindo até que aprenda que o comportamento não adianta.

5. Ensinar o cachorro a ter medo de banho ou veterinário

É normal alguns cães terem medo de trovão, fogos de artifício ou banho. Se o dono faz drama, coloca o cachorro no colo e faz carinho, o medo tenderá a piorar. Ele vai entender que será recompensado com seu carinho e atenção caso sinta medo.

Solução: tenha uma postura de líder, passe segurança, aja com tranquilidade, como se nada tivesse acontecido. Durante essas situações, brinque e distraia o cão para ele ver que não há perigo.

6. Só deixar passear depois de todas as vacinas

Os cães estão mais aptos a aprender qualquer coisa entre os 2 e os 4 meses de idade. A época que é crucial para que ele seja socializado e conheça estímulos diferentes, como barulhos, pessoas e outros cães. Esta é a fase do imprinting, que acaba aos 4 meses. Normalmente quando as pessoas decidem levar o cachorro para os passeios, após a aplicação de todas as vacinas, a fase mais importante em seu desenvolvimento já acabou. Assim, teremos um cão que não foi estimulado o suficiente e, provavelmente, irá estranhar tudo à sua volta.

Solução: siga as recomendações do veterinário e não o coloque em contato com o chão da rua, já que ele pode contrair doenças fatais como cinomose e parvovirose. Leve-o para passear de carro, pra que ele se acostume a essa experiência e com os sons do trânsito. Carregue-o no colo no colo pra que ele se acostume ao movimento da rua. Marque encontros com amigos que tem cães saudáveis e vacinados e deixe-os brincar, para que ele se habitue a outros animais desde cedo.

7. Não deixar seu cão sozinho nunca

Por mais que a gente queira, não dá para passar o dia todo em casa com o cachorro. Trabalho, férias e compromissos se tornam um tormento quando o peludo não está habituado aos momentos em que fica sozinho.

Solução: nas primeiras semanas em casa, restrinja o espaço do cachorro. Deixe-o só na cozinha e na área de serviço. Assim ele já aprenderá onde fazer suas necessidades e também a ficar sozinho por um tempo.

Se ele começar a chorar, ignore. Quando ele parar, apareça, fique com ele ou solte-o. Para isso funcionar, ele deve parar mesmo, nem se seja por 30 segundos. Não atenda aos lamentos do filhotenem vá vê-lo enquanto ele chora.
Procure colocá-lo em um espaço com brinquedos educativosou ração pra ele caçar. Deixe-o entretido para que ele associe a solidão com algo bom. Tenha paciência, os primeiros dias são os mais difíceis.

Para reduzir a ansiedade do cão, evite fazer festa assim que você chegar em casa. Isso só aumenta a frustração dele. Espere de 10 a 15 minutos e só fale com ele quando já estiver calmo.

8. Alimentar mal o cachorro

Colocar um pouco de carne na ração do cachorro. Quem nunca pensou em incrementar a alimentação do cão, não é? O problema deste hábito é que você perde o controle da dieta balanceada e do que é mais saudável pra ele. Uma ração super premium já tem todos os nutrientes necessário para alimentação do animal.

Solução: a quantidade ideal de ração vem descrita na embalagem. Divida a quantidade ideal pelo número de vezes em que ele se alimenta ao longo do dia. Por exemplo, se a quantidade é de 300g e você vai dar de manhã e à noite, são 150g de manhã e 150g à noite. Para que ele se acostume com os horários, deixe o pote com ração durante 15 a 20 minutos pra ele comer. Se ele não comer, retire e só volte a oferecer no próximo horário. Ele vai aprender e valorizar mais o momento da comida. Petiscos são limitados e não devem substituir o alimento.

9. Dar bronca sem ensinar

Gritar, bater, xingar e se revoltar quando o cachorro faz algo errado não adianta nada, pois ele não entende a comunicação humana. O papel de líder é justamente orientar o que deve ou não ser feito.

Opte sempre pelo reforço positivo: quando o cachorro acertar, petisco nele. Isso vale até ele aprender o que deve fazer, quando e em que lugar. Roer os próprios brinquedos, fazer xixi no lugar certo, ficar calmo, não latir, etc. Claro que também é importante deixar faz algo errado.

Solução: se ele está fazendo alguma coisa pra chamar sua atenção, ignore. Se for algo que você precise adverti-lo, faça-o parar dizendo um “não” bem forte ou um “ssshhh”. Assim que ele parar, não faça carinho, volte a fazer o que você estava fazendo e deixe pra elogiá-lo quando ele estiver descansando ao seu lado ou divertindo-se com seu brinquedo.

Fonte:     http://www.petmag.com.br/17539/erros-comuns-ao-cuidar-cao/

https://www.facebook.com/pettaxicampinas

http://www.pettaxicampinas.com.br/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *